Uma aventura no Monte Fuji - Para o topo e além!

Por Guilherme Pagliara

Há milhares de anos o monte Fuji vem exercendo seu fascínio sobre o povo japonês e visitantes de todas as partes do mundo. Além de despertar emoções por sua beleza e mistérios naturais, a montanha também possui uma carga cultural e religiosa significativa para o povo japonês. 

O Xintoísmo, ou ”Caminho dos Deus”, é a religião nativa do país e praticada por mais de 80% da população do país.Os xintoístas acreditam que os Deuses estão presentes ou dão vida ao mundo natural. Dessa forma o xintoísta pode reverenciar o espírito de uma cachoeira, de uma montanha ou de uma pedra com formato singular. Além disso, consideram que os Deuses e espíritos utilizam-se das montanhas para transitar entre os mundos. Sendo assim fica fácil entender a importância e complexidade cultural da montanha para o povo japonês. O Monte Fuji, com sua imponência e formato singular, é considerado por muitos japoneses um caminho de purificação da alma, uma vez que chegando ao topo da montanha sagrada também podem se aproximar dos céus. 

Honestamente, é difícil decidir se o gigante adormecido impressiona mais à distância ou de perto.Com formato de cone perfeitamente simétrico, a imagem da montanha mais alta do Japão (3776 m) é mágica. Seja aos seus pés ou à km de distância, da janela de um apartamento em Kõfu, a presença do o FujiSan - 富士山 (como é chamado pelos japoneses) é comovente!


Vista da minha janela em Kõfu. Onde quer que estejamos, o Vulcão domina as paisagens da região de Yamanashi!


Vista da sétima estação, aproximadamente 2.700 m de altitude!

                                    

Fotógrafos de todo mundo se dedicam, há décadas, à descobrir os melhores ângulos para se fotografar a montanha. Quanto a isso não há dúvidas, FujiSan é uma celebridade mundial e todos querem um pedacinho dele. Na minha opinião quanto mais original melhor e uma coisa é fato, a montanha não se cansa de oferecer lindas fotografias, diferentemente encantadoras em cada estação do ano e em cada ponto de Yamanashi.

                                                             Fotografias de Yukio Oyama 


Infelizmente nem tudo são flores, por melhores que sejam suas intenções, além de certo condicionamento, equipamentos básicos e suprimentos é preciso contar com a sorte! O tempo na montanha muda facilmente, é preciso se planejar bem e ter um pouco de sorte para conseguir subir em um dia ensolarado e com céu limpo! Sendo esse o caso considere-se um felizardo e tire muitas fotos das lindas paisagens que se apresentam durante a subida e , principalmente, no cume. Mas lembre-se, fotos são importantes, mas o principal é a experiência. Por isso aproveite os momentos de contemplação! Mais do que uma aventura, subir o Monte Fuji é uma experiência cultural e espiritual que te levará ao topo e mais além! 


 

Início da trilha a partir da quinta estação! 
Saímos as 5h da manhã, mas minha recomendação é iniciar a subida na madrugada e desfrutar o nascer do sol no topo!












 


 Ponto de descanso entre a 8a e 9a estação


Foto nas nuvens! 
Só para não perder a oportunidade da foto clichê a 3.776 m de altura ao lado da cratera do vulcão!



Instagram